IMG_3170.jpeg

EVEREST
BASE CAMP
(EBC)

acampamento

base do everest (5350m),

CHO LA PASS (5420M) 
E GOKYO RI (5357M)

O chamado trekking ao Acampamento Base do Everest ou EBC (da sigla em inglês Everest Base Camp), é um dos trekkings mais belos e famosos do mundo.

Nele percorreremos vales de rios turquesa, conheceremos vilarejos pitorescos em meio às montanhas povoados pelos sherpas, visitaremos monastérios, experimentaremos novos sabores da culinária nepalesa, avistaremos (bem perto) várias das montanhas mais altas do mundo, caminharemos sob geleiras, embaixo de florestas, subiremos montanhas e do alto de seus cumes teremos vistas que nem o mais apaixonado poeta teria facilidade em descrever. É por isso e por muito mais que esta viagem é a viagem da vida de muita gente.

(Assista ao vídeo sobre este roteiro no Canal de YouTube do AltaMontanha).

Como funciona o Trekking da Base do Everest?

O trekking da base do Everest organizado pela Soul Outdoor tem como cidade de encontra a capital nepalesa, que é Kathmandu. Te buscaremos no aeroporto e te levaremos a um confortável hotel no distrito turístico de Thamel, onde concentram-se lojinhas de souvenir, restaurantes, templos e uma infinidade de curiosidades que fazem de Kathmandu por si só um lugar muito interessante a se conhecer.

 

Você terá como guia o experiente montanhista Pedro Hauck ou Maria Tereza Ulbrich, que amam o Nepal e tem o maior prazer em compartilhar com vocês a experiencia que elas já viveram neste incrível país do Himalaia. Nos primeiros dias, antes de partirmos para o trekking propriamente dito, nossos guias irão checar seus equipamentos e cuidaremos para não falte nada sua aventura. Se for necessário comprar algo, te ajudaremos nesta tarefa, se você quiser adquirir, antes da viagem te orientaremos a comprar equipamentos na Loja AltaMontanha com descontos.

 

Evidentemente por estarmos num caldeirão cultural, afinal no Nepal temos diversas etnias, religiões, línguas e costumes, aproveitaremos ao máximo os templos e atrativos turísticos de Kathmandu, te oferecendo uma verdadeira experiência antropológica! Esteja aberto a conhecer novas culturas e também novos sabores, uma vez que a culinária local é muito rica (e muito apimentada!).

 

Demais é apenas curtir o roteiro que montamos para você. Veja os detalhes em nosso itinerário e sinta-se a vontade de perguntar qualquer dúvida em nosso atendimento.

O trekking da Base do Everest é

tudo aquilo que falam?

O trekking da Base do Everest é uma grande experiencia de vida.

Não é uma simples viagem!

 

Aproveitamos cada palmo de trilha e a beleza de cada dia supera a do dia anterior! Entretanto tenham em mente que o “clímax” da viagem, o ápice de nossas sensações pode não ser o acampamento base, pois este local é apenas o ponto aonde começamos nosso retorno.

 

Devido a grande beleza cênica é difícil até afirmar qual é o clímax. Certamente ele está entre a ascensão do Kala Pathar, a travessia do Cho La Pass ou a subida do Gokyo Ri. Leia nossa itinerário para entender a sensação estar nestes lugares.

Para quem é o trekking da Base do Everest?

O Trekking da Base do Everest é para aventureiros de qualquer idade. Pessoas que tem a curiosidade e a permissibilidade de entrar de cabeça em um mundo completamente diferente de nosso mundo ocidental. Além disso, em termos de experiencia natural e aventura, percorrer estas trilhas é um desafio físico que requer um certo preparo, atenuado pela boa estrutura, uma vez que dormimos todas as noites em “lodges”, que são pousadas. Também comemos em restaurantes e não precisamos carregar peso, uma vez que nossa carga é levada por animais ou carregadores.

 

Não há limite de idade, apenas é necessário estar com boa saúde,

ter a capacidade de caminhar uma média de 15km por dia e estar

disposto a ter novas experiências.

IMG_3170.jpeg

REQUISITOS

TREKKING BRASIL.png

DIFICULDADE DO

TREKKING

Nível Médio
ESCALADA.png

EXPERIÊNCIA EM

 

ALTITUDE

Curso de Alta Montanha
TREKKIN NO BRASIL.png

PREPARAÇÃO

 

CARDIOVASCULAR

Boa
CLIMB.png

DIFICULDADE

 

TÉCNICA 

Não utiliza equipamento técnico

Itinerário
Completo

Confira abaixo o nosso roteiro. 
Você também pode fazer o download do arquivo ao lado

com todas as informações desta expedição.

Dia 1 | Chegada em Kathmandu - 1300m

Este dia é reservado para você chegar na capital nepalesa. Há várias maneiras de chegar lá, mas nenhuma direta. As mais interessantes são via Oriente Médio. A Qatar Airways tem escala em Doha, a Turkish em Istambul e a Emirates, junto com a Fly Dubai, passa por Dubai.

É interessante usar estas escaladas e fazer um stopover para aproveitar melhor a viagem e conhecer um pouco de outros lugares.

Nossa equipe estará esperando no aeroporto e o levará até nosso confortável hotel em Thamel. Da janela da Van você já vai perceber que um mundo diferente te espera. Nossa única obrigação neste dia

é nos reunirmos com o resto do grupo em um jantar de boas-vindas, oferecido por nós, e acompanhar o briefing.

Incluído: Transfer aeroporto, hotel e jantar de boas-vindas.

Dia 2 | Preparação e passeios em Kathmandu - 1300m

Após o café da manhã iremos checar os equipamentos de vocês e, então, sair para almoçar e garantir os equipamentos faltantes. Quem optar pelo aluguel, auxiliaremos no que for necessário. Retornaremos cedo para deixar tudo pronto para o dia seguinte.

Incluído: Café da manhã.

Dia 3 | Voo para Lukla e noite em Phakding - 2600m

Acordamos de madrugada para tomar os primeiros voos para Lukla. Quanto mais cedo, melhor é a condição de tempo. Não é necessário introduzir este aeroporto, pois ele já é conhecido como sendo um dos mais perigosos do mundo. De fato, há um histórico de acidentes, mas levando em consideração o tráfego aéreo que tem por lá, é possível relativizar este fato. Entretanto pode esperar um friozinho na barriga durante este voo de 45 minutos.

Aterrizamos em outro mundo. Lukla possui outro contexto étnico cultural e não se parece em nada com Kathmandu. Aqui reina uma paz absoluta. Tomaremos café da manhã em um lodge, daremos nossos Duffel bags aos carregadores e partiremos para o começo

de nossa caminhada mágica e bem tranquila até Phakding.

Distância: 8km

Desnível: -200m

Incluído: Café da manhã, voo para Lukla, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 4 | Phakding x Namche Bazaar - 3460 m

Após nosso reforçado café da manhã em Phakding iniciaremos nossa caminhada pelo vale do rio Dudh Khosi, que é formado pela junção do rio Khumbu com o Imja Khola. O rio é belíssimo, com uma cor turquesa exuberante. O vale é florestado com bosques de Ginepros, que são pinheiros e Rododendros, a árvore que tem a flor oficial do Nepal. Pelo caminho cruzamos diversas vilas pitorescas com casinhas de madeira e pedra. Faremos uma pausa em Jorsale para o almoço e pela tarde iniciamos o trecho mais difícil do dia, que é a subida final até Namche.

Atravessamos a maior ponte suspensa do vale do Khumbu e levaremos cerca de 3 horas para vencer o trecho final, que será recompensado por nossa chegada na chamada “capital dos Sherpas”. Namche é uma cidade com lojas, restaurantes, bares e um comércio ativo. É sua última oportunidade de comprar alguma coisa que esqueceu.

Distância: 10km

Desnível: 850m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 5 | Descanso e passeios

Neste dia poderemos dividir o grupo. Os que se cansaram muito no dia anterior poderão ficar em Namche, visitar museus, cafés e conferir o comércio local. Os que estão bem poderão acompanhar o guia em um tour por Khumjung, um vilarejo próximo.

Neste segundo itinerário, vamos subir até a pista de pouso de Syangboche, a 3720 metros de altitude, passamos pelo Hotel Everest View e almoçamos em Khumjung para visitar o mosteiro desta bela vila. O retorno está marcado para o final da tarde.

Distância: 10km

Desnível: 340m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 6 | Namche x Tengboche - 3860m

Deixaremos a capital dos sherpas para trás e, por uma trilha cheia de mirantes espetaculares, caminharemos por uma curva de nível até Sanasa, onde a trilha começa a perder altura indo parar em Phungi Thanga a 3250m, na beira do rio. Almoçamos neste local.

Pela tarde, iniciamos nossa subida até o mosteiro de Tengboche, que é o maior de toda a região do Everest. É uma subida em zig zags que te colocará em prova! Mas a subida vale a pena. Do alto do monastério temos uma vista privilegiada para o Ama Dablam e o Lhotse, a quinta montanha mais alta do mundo localizada a poucos metros do Everest. A montanha mais alta do mundo também está ali, mas podemos ver apenas seu cume.

Distância: 9km

Desnível: 600m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 7 | Tengboche x Dingboche - 4400m

Iniciamos nossa caminhada de hoje com uma grande descida até

o fundo do vale em Milinggo, para, a partir dali, atravessar uma bela ponte suspensa, caminhar pelo lado direito do rio Imja Tse e passar pela vila de Pangboche. Almoçamos em Shomare e no fim

do dia chegaremos em Dingboche, nossa primeira noite acima de

4 mil metros.

A partir daqui você começará a sentir mais a altitude e por isso precisaremos de uma parada estratégica.

Distância: 9km

Desnível: 650m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 8 | Descanso em Dingboche - 4400m

Neste dia acordamos sem pressa para curtir alguns atrativos da vila, como Stupas, o comércio e as vistas para o Lhotse e a face norte do Ama Dablam. Dali também é possível ver o Island Peak e o Lobuche.

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 9 | Dingboche x Lobuche - 4910 m

Neste dia caminharemos pelo belo vale do Khumbu, parando para almoçar em Dugla, que é uma minúscula vila que fica no front da moraina do glaciar do Khumbu. Após a refeição temos a chamada “subida do almoço”, uma trilha pronunciada com ascensão de cerca de 200 metros que termina no “memorial dos mortos do Everest”, onde veremos homenagens a montanhistas famosos que perderam suas vidas na montanha.

Um pouco mais adiante chegamos em Lobuche, a última vila com boa estrutura antes da base do Everest, quase tocando os 5 mil metros de altitude e já envoltos por grandes montanhas.

Distância: 8km

Desnível: 500m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 10 | Lobuche x Kala Pathar x Gorak Shep - 5500m

Continuando nossa saga, já em ambiente de alta montanha, cercado de picos, sob solo de morainas e geleiras, atravessaremos o mar de pedras do Lobuche Pass para chegar em Gorak Shep, a última vila antes do Everest. Almoçaremos em um lodge e à tarde, se o tempo estiver bom, assistiremos ao espetáculo do pôr do sol no Kala Pathar, de onde teremos uma das vistas mais bonitas do Everest.

O Kala Pathar é um “morro” de 5550 metros de altitude. Nele atingiremos o ponto mais alto de nosso trekking. A trilha tem apenas 3 km e 400 metros de desnível, mas não é fácil. No entanto, assistir este pôr do sol na descida do morro com a vista para o Everest é algo que nunca sairá de sua memória.

Retornaremos ao nosso lodge para jantar e dormir cedo. Gorak Shep tem poucos lodges e a infraestrutura é simples. Lá a água congela nas torneiras todas as noites. Será nossa primeira noite acima de 5 mil metros. Mais especificamente a 5140m.

Distância: 8km

Desnível: 650m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 11 | Gorak Shep x Base do Everest x Lobuche 5350m

Acordaremos antes do sol nascer para comer um café da manhã reforçado. Espere uma temperatura negativa no começo

da caminhada. A ideia é chegar bem cedo na base do Everest.

É bastante emocionante chegar na base da montanha mais alta do mundo. Para nós ali é o ponto de volta, para quem escala o Everest é apenas o começo de uma história.

Retornaremos a GorakShep para um lanche e iniciaremos nosso caminho de volta a Lobuche, onde passaremos a noite no mesmo lodge da ida.

Distancia: 10,5km

Desnível: +200 m e -200m

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 12 |  Lobuche x Dzongla 4810m

Após tanta atividade em grande altitude, pegaremos leve neste dia, que será um típico descanso ativo, pois caminharemos apenas 6,7km em uma trilha suave e muito cênica. Teremos vista para o Cholatse, uma montanha impressionantemente vertical, além do belo lago de Chola Tsho.

Distancia: 6,7km

Desnível: 380m.

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge.

Dia 13 | Dzongla x Cho La Pass x Dragnag 5370m

Hoje será um dos dias mais bonitos do trekking. Acordaremos antes do sol nascer para um café da manhã reforçado e iniciaremos nossa caminhada de madrugada. Assistiremos o nascer do sol com uma vista belíssima do Everest e Ama Dablam.

Enfrentaremos uma subida cansativa e hoje teremos uma experiência muito legal, colocaremos crampons de corrente e vamos caminhar em cima de uma geleira até chegar no Cho la Pass a 5360 metros de altitude.

Certamente este é o dia mais difícil de todo o trekking e ainda precisamos percorrer o caminho que falta até Dragnag, no fim do dia.

Distancia: 8,1km

Desnível: 700m.

Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, jantar. Noite em Lodge

Dia 14 | Dragnag x Gokyo x Gokyo Ri

Após outro dia cheio, este dia pode ser outro avaliado como “descanso ativo”. Afinal, nosso destino está há apenas 3,7km de distância de trilha. Porém nem tudo é tão fácil quanto aparece, pois no caminho precisamos atravessar a moraina do glaciar Ngozumba, que nasce no Cho Oyo, a sexta montanha mais alta do mundo. A travessia desta moraina leva cerca de 2 horas e meia é cheia de pequenos sobes e desces e pedras soltas, mas pelo menos chegaremos cedo na paradisíaca vila de Gokyo que fica ao lado do lago de mesmo nome.

Aos que estão cansados, aproveitem o lago e paz da região para relaxar. Aos que estão pilhados, vocês poderão subir o Gokyo Ri, que é uma montanha de 5357 metros de altitude com 600 metros de desnível e 1,8 km de trilha e do alto de seu cume ver 4 montanhas com mais de 8 mil metros: Cho Oyo, Everest, Lhotse e Makalu.

Distancia: 3,7km

Desnível: 120m.

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge

Dia 15 | Gokyo x Dhole

Agora enfim começamos nossa descida. Hoje caminharemos cerca

de 6 horas descendo o vale do rio Ngozumba. Este vale, também chamado de vale de Gokyo, é bem mais pristino que o vale do Khumbu e observaremos a vida calma de seus habitantes.

Distancia: 12 km

Desnível: -740m.

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge

Dia 16: Dhole x Namche

Este é o ultimo dia de caminhada que tem uma subida. Deixando Dhole para trás, percorreremos o que resta do vale do Ngozumba e subiremos a trilha até Phortse Tanga, um local com uma bela vista e um lindo Chortén.

A partir daí é só descida e rapidamente chegaremos em Namche para curtir um retorno à civilização. Tomada no quarto, internet rápida e comercio cheio de bugigangas legais. Espere caminhar por até 10 horas neste dia.

Distancia: 11 km

Desnível: 620m.

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge

Dia 17 | Namche x Luckla

Já começamos a sentir a nostalgia do retorno. Hoje não há muitas novidades, pois percorreremos o mesmo caminho da ida. Quem está cansado pode optar por voar em helicóptero até Lukla, fazendo ou não um voo panorâmico. O preço depende do numero de interessados.

Se fecharmos 5 e fechar uma aeronave, podemos conseguir um bom preço.

Distancia: 19 km

Desnível: -1000m.

Incluído: Café da manhã, almoço, jantar. Noite em Lodge

Dia 18 | Voo para Kathmandu

Acordaremos cedo novamente para voar para Kathmandu. Se tudo der certo podemos após o almoço fazer passeios por Thamel. Conhecer Durbar Square e o templo dos Macacos em um tour à pé.

Incluído: Café da manhã, voo até Kathmandu e Hotel.

Dia 19 | Dia de passeio por Kathmandu

Hoje poderemos aproveitar para conhecer templos de Kathmandu, como o impressionante Pashupatinath, a Boudnath Stupa ou ainda

a Durbar Square de Patan e a cidade histórica de Bhaktapur. 

Caso a gente não consiga ter voado no dia anterior, usaremos

este dia para voar.

Incluído: Noite em hotel.

Dia 20 | Dia de passeio por Kathmandu

Hoje poderemos aproveitar para conhecer templos de Kathmandu, como o impressionante Pashupatinath, a Boudnath Stupa ou ainda a Durbar Square de Patan e a cidade histórica de Bhaktapur.

Caso a gente não consiga ter voado no dia anterior, usaremos este dia para voar.

Incluído: Noite em hotel.

Dia 21 | Retorno

Este dia é destinado para retorno ao Brasil.

Incluído: Café da manhã e transfer ao aeroporto

* O itinerário disponível aqui está sujeito à mudanças devido à condições climáticas,

performance do grupo ou mudanças políticas/administrativas do local em questão. 

INVESTIMENTO

O investimento total da expedição é de USD 3.800 (desconto especial)

Para pagamento parcelado no cartão de crédito: 4.560

*Consulte a nossa política de cancelamento.

O que está
incluso:

  • Liderança de Pedro Hauck ou Maria Tereza Ulbrich.

  • Sherpas assistentes
    (1 sherpa para cada 3 ou 4 trekkers).

  • Transporte do aeroporto para o hotel e vice-versa.

  • Permissões de trekking no Parque Nacional Sagarmatha, no Nepal

  • Todas as noites de hotel descritas no itinerário (hospedagem 4 estrelas com café da manhã em Kathmandu, quartos compartilhados por cada 2 membros da expedição)

  • Auxílio no aluguel de equipamentos;

  • Vôo ida e volta para Lukla.

  • Noites em pousadas/hostels durante todo o trekking.

  • Transporte de até 15 kg de carga
    durante todo o trekking. 

  • 10 kg de carga nos voos internos no Nepal.

  • Café da manhã, almoço (ou lanche)
    e jantar em todo o trekking.

  • Passeios por Kathmandu.

  • Descontos especiais na aquisição de equipamentos novos na loja Alta Montanha.

O que
NÃOestá
Incluso:

  • Passagem aérea desde o Brasil.

  • Noites extras em hotel que não estejam
    em nosso descritivo.

  • Quarto individual no Hotel em Kathmandu.

  • Equipamentos pessoais de trekking.

  • Vistos necessários e passaporte
    (responsabilidade de cada participante).

  • Devolução de dinheiro em caso de abandono.

  • Seguro de viagem.

  • Custos de excesso de peso para cargas com
    (mais de 15kg no trekking e mais de 10kg no vôo interno).

  • Almoços e jantares em Kathmandu.

  • Reembolso em caso de perda de equipamento
    por roubo ou fenômenos climáticos.

  • Bebidas que não foram autorizadas pelo líder da expedição nas pousadas (água engarrafada, refrigerantes, cervejas, etc).

  • Gorjetas

outros gastos:

USD 300 – Alimentação e outros gastos no Nepal

USD 1400 – Custo médio de voo desde o Brasil

USD 50 - Visto de turismo para 30 dias.

USD 220 – Seguro de viagem 

USD 10 - Banhos quentes nos Lodges.

USD 150 gorjeta para os carregadores e equipe sherpa

  • whats
  • instagram-soul
  • mail
  • face
  • youtube